Família do idoso atropelado e morto contesta versão do motorista do SAMU

A família do idoso Irênio Pereira da Silva, 69 anos de idade, atropelado e morto na tarde desta quinta-feira (07)  na BA-001, na zona sul de Ilhéus, contestou a versão do motorista e socorrista do SAMU a polícia civil na sede da 7ª Coorpin.

No depoimento, o motorista do SAMU disse que estava indo atender a um chamado em Olivença, quando por volta de 12h30 no trecho da rodovia, viu o aposentado na bicicleta apresentando sinais de embriaguez, fazendo zig-zag da pista e ainda invadiu a contramão, sendo inevitável a colisão.

A família do idoso por sua vez contestou a versão do motorista e socorrista do SAMU. Geraldo, irmão da vítima, disse que o Srº Irênio está há 20 anos sem ingerir bebida alcoólica, e que o carro do SAMU tentava fazer uma ultrapassagem. “Tem testemunhas que viu o motorista do SAMU passando pelo acostamento, pode fazer a perícia no meu irmão e vão saber que ele não bebia e nem fumava”, relatou.

A polícia civil vai investigar ambas as versões e a perícia já foi feita no local. Investigadores devem retornar na cena do acidente em busca de imagens de segurança, que possam esclarecer os fatos.

Creditos : Fabio Roberto Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *