No meio do caminho tinha uma pedra: ACM Neto está enfrentando dificuldades para escolher o seu vice

Indefinição. Essa é a palavra que traduz a campanha do pré-candidato ao Governo da Bahia, ACM Neto (União). A uma semana da convenção, ele ainda não sabe quem será o seu vice. Apontados para ocupar a vaga, os deputados federais Bispo Marinho e Marcelo Nilo temem aceitar o convite sem que isso lhes traga prejuízos.

Não trocar o certo pelo duvidoso é o caminho seguido pelos parlamentares. Eles demonstram não ter confiança suficiente na campanha encabeçada por ACM, que assiste ao crescimento expressivo de Jerônimo Rodrigues, candidato do ex-presidente Lula no estado.

Percebemos que o herdeiro do “carlismo” percorre os quatro cantos da Bahia e sua chapa derrotada, antes mesmo do pleito, dá indícios do que já sabemos: novos personagens, velha política. A Bahia não pode retroceder!

Se ACM Neto não consegue definir um nome para assumir a vice-governadoria, muito menos saberá conduzir os destinos de um dos estados mais promissores do Brasil, que nos últimos anos se tornou exemplo de gestão, desenvolvimento econômico e combate às desigualdades sociais.

Comments

comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.