Vereador Jerbson Moraes cria o programa “Jiu-Jitsu na Escola”

Foi aprovado pela Câmara de Vereadores o Projeto de Lei de autoria do Presidente da Casa Legislativa, o vereador Jerbson Moraes (PSD), que cria o programa “Jiu-Jitsu na Escola”, que institui a modalidade como atividade extracurricular obrigatória na Rede Municipal de Ensino de Ilhéus.

O Projeto foi apresentado na última Sessão Ordinária e aprovado com unanimidade pelos parlamentares. Durante a apresentação, Jerbson lembrou e agradeceu aos seus Mestres Emílio China, Magrão, Alex Bacega, Douglas Bacega, Guilherme Fubuia e Rogério Marshal.

Para Jerbson Moraes, o esporte é um meio eficaz e reconhecido de resgate de vidas da criminalidade e iniciação nas drogas. “Quando a criança recebe a oportunidade de viver a arte marcial, com certeza ela se torna um adulto melhor, cognitivamente mais desenvolvido e comportamentalmente adequado aos desafios da vida”, explicou o vereador. “Além disso, no dia a dia, os benefícios da luta, que traz disciplina, evolução física, moral e psicológica, são percebidos e automaticamente agentes de transformação do ambiente escolar e da comunidade em geral”, continuou o parlamentar.

Outro ponto importante destacado pelo edil como benefício que o Programa trará para o município é a economia de gastos hospitalares com uma população fisicamente ativa, além dos ganhos futuros em segurança pública, “visto que estaremos formando uma sociedade mais saudável e honesta por influência da arte marcial”, explicou Moraes. O vereador também enfatizou sobre a geração de empregos, pois o projeto também abrirá portas para os profissionais da área.

De acordo com o Projeto de Lei, o profissional só estará capacitado para lecionar Jiu-Jitsu nas
escolas se for devidamente graduado e registrado por uma Federação ou Associação oficial e regulamentadora do esporte. O profissional graduado a partir da faixa roxa está habilitado a ser instrutor auxiliar e o profissional graduado na faixa marrom ou preta poderá ser professor. Em relação à seleção, o profissional que se candidatar a trabalhar no projeto “Jiu Jitsu na Escola” terá prioridade se for graduado em Educação Física.

Comments

comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.